Consultor Jurídico

Guerra jurídica

"Modelo de processo baseado em delações impede o verdadeiro combate à corrupção"

Retornar ao texto

Comentários de leitores

24 comentários

Zanin falar de combate a corrupção é igual os Nardoni...

Dazelite (Administrador)

...falarem sobre educação infantil....e como se algum dia nesse país tivesse havido "verdadeiro combate a corrupção"....a Conjur e seus patrocinadores.....tsc tsc tsc

Cara de pau...

Afonso de Souza (Outros)

O cliente dele, a "alma mais honesta do Brasil", aquele que de nada sabe (apesar de comandar os partidários até de dentro da cela), já foi julgado e condenado nas segunda e terceira instâncias, e por unanimidade!, em dois processos. Processos estes que o advogado optou por politizar desde o início.

O que "impede o verdadeiro combate à corrupção" é o cinismo.

RBMAÇOL (Engenheiro)

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Já tirou a dúvida, antes, com os seus colegas de prancheta?
Tantas obras abandonadas pelos "deuses" dos números... Tantos desvios, tantos políticos comprados para que pudessem fornecer umas toneladas de concreto e algumas centenas de peões.
Aliás, de números são bons, muito bons.. Não é?!
Os donos das grandes empreiteiras que o digam... Se for tabular os números dos desvios, vai faltar grafite na lapiseira!
E... Aqui também tem bancário comentando!
Já perguntou aos colegas do seu patrão? Lembra-se do Banco Rural, por exemplo?! O dinheiro sujo que transita pelas instituições de crédito também geram recursos para o pagamento de salários, PLR...
E os consignados empurrado para os velhinhos do INSS, que precisam entrar na Justiça para fazer cessar os abusos?!
Mas é assim mesmo! Todos "cidadãos de bem"...

Burocracia de Coalizão Deturpada

André Pinheiro (Engenheiro)

Com os CEOs do Serviço Público fora da casinha, o Leviatã Despotico foi substituido por uma figura quimérica de cooperação e validação suprema de toda atividade policialesca estatal.
O Estado Panoptico, policialesco, puritanista, perseguidor, propagandista era uma realidade no 3 Reich.
Há uma linha tenue entre o gângster e o miliciano, ambos são próprios da formação de estados obscuros.
Fazer palestras, livros, aparelhar o Estado e montar uma fundação privada eram as acusações repisadas ao presidente Lula.
A Vala Toja do conje, faturou muito dinheiro com palestras, livros, aparelhando o estado e uma fundação bilionária protegida por uma série de decisões secretas que ainda permanecem secretas.
Moriarty era o Napoleão dos Gangsters, para Sir Conan Doyle. Coincidências a parte, não se trata de ficção. Há uma operação Gladio, uma operação Condor, stay behind comandada por Aldo Moro que também foram consideradas teorias da conspiração.
Aqui as empreas nacionais seguriam o princípio big to much to not fail.
O ganancioso Marcelo Odebrecht e iraniano Babak Zanjani foram uninvite guests em um mundo plutocrata e com donos.
Umberto Eco em seu livro "Número Zero" já alertava da presença dos americanos no meio judiciário dos países, e Umberto Eco se referi a Operação Mãos Limpas que quebrou o capital nacional e poupou as empresas estrangeiras.
Mas aqui o Moro the Moron, está mais para o Lord Henry Blackwood do que ao Moriarty, mas nesse caso, alguns jovens internautas fizeram o papel do Sherlock Holmes . E hoje são tratados como inimigo do Estado pelos mesmos que disseram que diálogo da presidente era público. Os mesmos agora se escondem atrás da "arcana imperii". Sim, o fascismo, clama por uma nova ordem de subnacionalização e burocratas deturpados.

Cobrir o sol com a peneira

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O ex-presidente não é inocente. Apenas foi objetivo de "vendetta" das elites.
Na Revista Carta Capital, de 18 de julho de 2018, sob o título "O príncipe da casa-grande", foi dito que, "No centro de um enredo que envolve pecuaristas, banqueiros e empreiteiros, FHC, ex-presidente e professor aposentado, amealhou uma fortuna sem levantar qualquer suspeita".
É, ninguém fala do FHC, que está milionário.
Somente a imprensa que nada recebeu de seu governo "entreguista", é que foi investigar.
Vade retro mal informados!!!

Lava jato

Ernandes Mourao (Bancário)

Não sei por que esse advogado perdedor de recursos se queixa tanto da lava jato que somente serviu para enricar com o dinheiro dos corruptos que por sua vez era dinheiro publico. Ele teria que elogiar a todos os feitos, e aos juizes e promotores que deram a ele de escrever suas fraquissimas defesas. Ele tem que rezar que continue para que possa continuar se apoderando do dinheiro do "Ladrão" chefe, pois ainda tem muito ainda para se apossar.
Eu em sã consciência jamais contrataria para minha defesa.

Lava Jato / Lula Inocente e Conjur Esquerdista

Eliel Karkles (Advogado Autônomo - Civil)

Como é que a Conjur ainda tem tempo para estas estultices. Pior, como é que alguém acredita? Só o mortadeleiros podem ser tão estúpidos em acreditar. Com eventuais percalços, a Lava Jato mudou a história da corrupção no Brasil. Grandes empresários que eram atacados por políticos para doarem, hoje fecham as portas para estes corruptos. Caixa 2, Caixa 3, benesses para filhos, esposas, terceiros, isso já foi revisto. O que foi ruim para o Brasil não foi a Lava Jato, foi sim a corrupção, esta sim nociva. Mas os estúpidos ignoram. A estes nada a dizer. Ah, e sobre um tal molusco inocente? kkkkkk - Já disse.

Aberração

Flávio Marques (Advogado Sócio de Escritório - Eleitoral)

O título da matéria já diz a aberração jurídica que é esta entrevista-comercial: "Modelo de processo baseado em delações impede o verdadeiro combate à corrupção". O desejo desse sujeito - e de outras figurinhas carimbadas que aqui escrevem e vendem "seu peixe" - é que voltemos aos tempos de outrora, cujas masmorras prisionais estavam reservadas aos pobres, aos negros, àqueles que não tinham - e não têm - condições de pagar (MUITO!) pelo patrocínio dos ditos "grandes" (?) advogados. Agora que os PIORES criminosos - criminalidade de colarinho branco - da sociedade estão indo para o xilindró, NUNCA se falou tanto de CF, direitos fundamentais etc, etc e mais etc. Por que nunca fizeram tais defesas afloradas quando só os pobres iam para as cadeias? Todo esse estardalhaço se resume à frase: DESFAÇATEZ HERMENÊUTICA!
PS.: Fica a simples pergunta: quem mata mais, o tradicional homicida ou aquele que desvia milhares/milhões da saúde, segurança pública etc.? Quem tem mais dinheiro: o primeiro ou o segundo? Fácil de entender o porquê dessas tendenciosas e pífias matérias que proliferam aqui na Conjur como metástase corrosiva da VERDADEIRA hermenêutica!

Honorários

RBMAÇOL (Engenheiro)

Faltou perguntar ao nobre advogado do meliante condenado se ele considera ético receber honorários pagos com dinheiro de origem suspeita.

Quem paga os honorários

Glaucio Manoel de Lima Barbosa (Advogado Assalariado - Empresarial)

Tudo do Ex-Presidente é dos "amigos". Qual o amigo que paga os honorários ao advogado?

Colegas de classe

SocialOpus (Bacharel)

São esses comentadores que possuem inscrição na Ordem e que ofendem um colega de classe? Não estou falando de corporativismo. Até porque sou contra corporativismos. Estou falando de ofensa mesmo, ofensa a pessoa do advogado durante o exercício da advocacia. Deus me livre de ser um advogado que critica outros colegas advogados que atuam na defesa de interesses contrários ao meu.

Defender o indefensável

Doutor Bezerra (Advogado Autônomo)

O Nobre advogado defende o indefensável. Trata-se daqueles casos onde o sujeito é pego na cena do crime com a arma do delito em mãos. A sua tábua dos afogados é dizer que trata-se de perseguição política, quando, em verdade, é tão somente o estado cumprindo o seu papel da melhor forma.

A questão é: "máfia judicante" e insegurança jurídica!

Joran Tenório da SILVA (Funcionário público)

Entristece-me e revolta-me ao lê comentários de pessoas, que se declaram operadoras do Direito (advogados e/ou), eivados de personalismos e ideologismos, meras opiniões pessoais, sem elencar elementos do Direito em suas "críticas" insustentáveis...
Profissionais que se prezam e operam com ética e bom senso normalmente se abstêm de personalismos e "achismos"... Lamentável!

Cuidado

Dr. Saulo (Advogado Autônomo - Civil)

Todo advogado tem que tomar cuidado para não virar parte da quadrilha.

O fim da picada...

Afonso de Souza (Outros)

Bilhões já foram recuperados aos cofres públicos pela Lava Jato. A "alma mais honesta do Brasil" já foi condenada em dois processos (dos vários a que responde), em duas ou três instâncias, e por unanimidade (vários juízes), mas esta revista continua tentando emplacar sua narrativa.

Se eu ganhasse os honorários que ele cobrou....

Dr. Saulo (Advogado Autônomo - Civil)

Certamente defenderia meu cliente até debaixo d'água. Mas defender o Lula é como defender o rei da fábula do terno invisível. O cara foi processado, julgado e condenado em todas as instâncias e ainda acha que é inocente.

Conjur - zanin - lula e cia ltda.

Renato Adv. (Advogado Autônomo - Civil)

Guerra jurídica = Combate à corrupção da "lava jato" serviu para botar narrativas acusatórias de pé. = = = =
CONJUR:
Poderia por favor, parar de Enaltecer o Homem e seu Bando que foi Delatado, Julgado, Condenado e Preso Por Crimes que Afundaram a Economia do Brasil? É bastante Estranho o CONJUR e ALGUNS ARTICULISTAS Darem Tanto Espaço para Uma Pessoa "SANTA" tipo Lula. Deu no Limite Não é CONJUR....

Muda o discurso por favor

Max (Advogado Autônomo)

Doutor Zanin, o senhor é um advogado que merece respeito. No entanto, vir com uma conversinha mole destas, sendo que ninguém mais acredita no "santo homem", é pedir demais. Por favor, às vezes, NÃO DIZER NADA É A MELHOR TÁTICA.

então...

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Só falta o "adivogado" do Lula falar que está trabalhando gratuitamente no caso. E alguém vai acreditar que é verdade! Deve ser terrível para o próprio Lula ficar aguentando essa conversa fiada de que é inocente, em especial, do seu próprio "adivogado". E o pior é que ele tem que fazer de conta que acredita e ficar repetindo.

Ok. Vou mudar de opinião.

João B. G. dos Santos (Advogado Autônomo - Criminal)

Os profissionais da imprensa que subscrevem essa "reportagem" e o profissional do Direito "entrevistado" não acham o povo brasileiro bobo. Acham o povo brasileiro idiota. Criam uma narrativa e depois acusam os outros daquilo que estão fazendo. Esqueceram de combinar com a grande maioria dos brasileiros que não entram mais nessa.

Comentar

Comentários encerrados em 23/12/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.